11 contas no Twitter que vão te ajudar a ser um escritor melhor

//11 contas no Twitter que vão te ajudar a ser um escritor melhor

Crédito imagem: Pixabay

 

O Twitter, além de uma ótima fonte de entretenimento – e de memes! – pode ser uma ferramenta poderosa para escritores. Claro que para ele é essencial para divulgação do seu trabalho, para entrar em contato com os leitores, para compartilhar com outras pessoas o processo de escrita e curiosidades sobre as obras, mas vai além disso: Ele é fonte de conhecimento.

 

Há muitos perfis que podem ajudar autores, principalmente os iniciantes, a aprender mais sobre a arte de escrever livros. Grandes escritores e profissionais do ramo editorial estão por lá e dão dicas, falam sobre escrita e muito mais.

 

Um artigo de Christina Newberry no LinkedIn traz uma lista com 11 contas do Twitter que vão fazer de você um escritor melhor. O problema é que os perfis são em inglês, então é preciso ter certo domínio da língua para acompanhar.

 

1- Stephen King – @StephenKing

 

O que, você pensou que esta lista seria toda abafada e pedante? Não! Stephen King é um escritor mestre, e se você é sério sobre aperfeiçoar suas habilidades de escrita, o livro dele, On Writing, é uma leitura obrigatória. Seu feed do Twitter não é especificamente sobre o ofício da escrita, mas oferece a chance de observar um mestre artesão na natureza. Ele usa a linguagem para o efeito máximo, e ler seus tweets pode ajudá-lo a desenvolver seu “ouvido” para frases poderosas. E então, de vez em quando, ele aparece com uma dica de escrita real.

 

2- Jeff Goins – @JeffGoins

 

Este autor best-seller de The Art of Work diz: “Eu tenho escrito a maior parte da minha vida, mas só recentemente me tornei um escritor.” Esse é o salto que todos os escritores precisam fazer – de apenas escrever para escrever – e através de seu Twitter feeds e postagens de blogs e podcasts vinculados, Goins lhe mostra como ele fez e, sim, como você também pode.

 

3- Joseph Kimble – @ProfJoeKimble

 

Este professor de redação é um defensor da linguagem simples. Isso significa que ele lhe dirá para não dizer “utilizar” quando você quer dizer “usar”, e que três palavras são sempre melhores que cinco (idem para sílabas). Sua alimentação é um tesouro de problemas comuns de escrita que não se enquadram na categoria de erros, mas tornam a escrita menos atraente ou mais difícil de seguir. O uso de linguagem simples é um grande objetivo para todo escritor – se você não pode dizer o que quer dizer com simplicidade, talvez seja necessário pensar um pouco mais sobre o que exatamente você deseja transmitir.

 

4- Merriam-Webster – @MerriamWebster

 

Que aspirante a escritor não quer aprender uma nova palavra todos os dias? O recurso de palavra do dia do dicionário icônico aumentará seu vocabulário, e seus artigos vinculados o ajudarão a entender as diferenças entre palavras comumente confusas. Entradas recentes incluem explicações de “entre” versus “entre”, “censor” versus “censura” e “quinzenalmente” versus “quinzenalmente” (sim, você leu certo).

 

5- Joanna Wiebe – @Copyhackers

 

Você usa os botões “Comprar agora”, incorpora o jargão para mostrar como sua oferta é especializada e usa formatação consistente em toda a sua cópia? Seguindo o feed do Copy Hackers, o Twitter rapidamente informará o motivo pelo qual tudo isso está prejudicando a sua empresa. A redatora de conversões Joanna Wiebe expõe os detalhes da intricada arte de vender com palavras em lições rápidas e fáceis de digerir (apelidadas de “Copiar Pops”) que você nem precisa clicar para absorver. A cópia de conversão é uma das coisas mais difíceis de escrever, por isso, se você escreve para vender, isso é um absoluto deve seguir.

 

6-LitReactor.com – @LitReactor

 

Você não precisa se inscrever para uma aula de Lit Reactor ou até mesmo se juntar ao fórum deles para reunir algumas ótimas informações desta comunidade de redatores online. Seu feed do Twitter oferece links para escrever exercícios de desenvolvimento, entrevistas com autores de sucesso e dicas práticas para melhorar sua escrita, especialmente se você estiver escrevendo um livro.

 

7- Mignon Fogarty – @GrammarGirl

 

Se você já pesquisou uma questão gramatical complicada no Google, provavelmente conhece a Grammar Girl, provavelmente a celebridade gramatical mais famosa na internet. Ela divide questões complicadas de uso em termos simples que são fáceis de entender – e lembre-se. Ela ganha pontos de bônus por usar os personagens recorrentes Squiggly e Aardvark em seus exemplos, assim como suas frequentes menções ao chocolate. Ela é outra especialista em gramática que geralmente responde às perguntas dos seguidores, compartilhando sua experiência sob demanda.

 

8- Jon Winokur – @AdvicetoWriters

 

O identificador praticamente diz tudo para essa conta. Jon Winokur, autor de Advice to Writers, completa insights sobre a escrita de autores bem-sucedidos modernos e históricos. Os tweets são principalmente inspiradores, e não implementáveis, mas às vezes um tiro de inspiração é exatamente o que você precisa para escrever.

 

9- Madame Gramática – @MadamGrammar

 

O que? Ainda outra conta de gramática? Sim. Gramática é importante. Madame Grammar – conhecida na vida real como Lisa McLendon – é uma editora e professora de idiomas que aborda “a fina linha vermelha entre o prescritivismo e o descritivismo”. Isso significa que ela é toda para deixar a linguagem mudar para as necessidades daqueles que a usam, mas também reconhece que a consistência e algumas regras ajudam todos a entender o que você tem a dizer. Acompanhe dicas de gramática e conhecimento de uso que ajudarão a limpar sua escrita e evitar erros embaraçosos.

 

10- Darren Rowse – @ProBlogger

 

Blogueiro de tempo integral desde 2004, Darren Rowse tem muito a compartilhar sobre como criar conteúdo atraente para a web. As dicas de Rowse tendem ao nível estratégico, em vez dos detalhes básicos da linguagem – por isso, é uma boa fonte de inspiração se você estiver desenvolvendo ou aprimorando sua estratégia de conteúdo. (Você tem uma estratégia de conteúdo , certo?) Enquanto seu foco é especificamente em blogs, suas percepções se aplicam a qualquer pessoa que trabalhe com palavras.

 

11- Biblioteca Pública de Nova York – @Nypl

 

Como a leitura de uma ótima escrita é a melhor maneira de se tornar um escritor melhor, vale a pena seguir o feed da Biblioteca Pública de Nova York apenas para as recomendações de livros. (Um grande resumo recente: Nove livros de auto-ajuda para o Esquadrão Suicida) Mas na biblioteca também Tweets ligam a artigos de uma série de fontes sobre temas de interesse para escritores e leitores. Este é um alimento para aqueles que amam a palavra escrita – é como um banho quente para sua alma. E ele também tem uma conta no Instagram bem legal, com mesmo nome de usuário. Vale a pena.

 

Fonte: LinkedIn

Por Teca Machado

By |2022-06-01T00:02:54-03:001 de junho de 2022|

Deixar Um Comentário