Como um leitor beta pode ajudar um escritor - Editora Albatroz

Como um leitor beta pode ajudar um escritor

Muitas vezes ao imergir tanto na própria escrita e na própria história, o autor deixa passar alguns furos no enredo, assim como no texto. Isso é absolutamente normal, porque quando lemos e relemos o mesmo trecho milhares de vezes não enxergamos mais os pequenos – ou mesmo grandes – erros. Por isso muitos escritores fazem uso dos leitores betas antes de enviarem a obra para editores e a revisores.

Beta é a segunda letra do alfabeto grego e o leitor beta é a segunda pessoa a ler o livro, atrás apenas do próprio autor. É a segunda opinião, uma pessoa que irá ler sua história com outros olhos e com muita atenção, com a intenção de apontar caminhos, sugestões e alterações e mesmo ajudar quando você tiver falta de inspiração ou achar que está num beco sem saída.

O leitor beta pode receber o manuscrito aos poucos, quando ele estiver pronto ou como for da preferência do escritor. Cabe a ele ser sempre sincero e fazer críticas, de modo construtivo, para que a obra alcance todo o seu potencial. O seu “trabalho” vem antes do editor, do revisor ortográfico ou de qualquer outro profissional envolvido na publicação.

E como encontrar um leitor beta?

Antes de qualquer coisa, precisa ser alguém em quem você confia. Afinal, é uma história não publicada que pode vazar ou que alguém pode roubar a ideia. Além disso, a pessoa deve gostar de ler, ter muitas leituras em sua bagagem, e que não tenha medo de dizer o que pensa da obra. Mas o interessante é que além de criticar, saiba apontar rumos, ajudar a esclarecer pontos e dar ideias. Apontar aspectos negativos é muito fácil, só que é necessário e primordial também saber indicar uma luz.

Muitos escritores usam outros escritores como leitores betas, porque são pessoas que estão já no meio literário e entendem bem o assunto. Amigos e familiares também são uma boa pedida para serem os primeiros a dar feedbacks. Mas se você não encontrar ninguém no seu círculo de conhecidos, há muitos blogs e sites que fazem leituras beta a sério.

Claro que é muito bom levar em conta a opinião do seu leitor beta, mas ela não é a palavra final, afinal, trata-se de uma opinião pessoal. O escritor é quem deve sempre escolher o rumo da sua história. Essa é uma parceria que deve ser produtiva e elevar a obra a maiores patamares.

This Post Has 2 Comments

  1. Sou favorável a opção de um leitor “beta”, em alguns casos poderá ser uma ajuda primorosa; mais sou restrito aos meus e gosto das idéias originais do raciocínio. Desejo ajuda apenas nos consertos ortográficos. Estou sentado sobre a “tecla” “dificuldade”; não de assuntos mais de valores…

  2. É legal ter alguém para ler e dá uma opinião ou críticas. Mas temos que está abertos para tudo. O leitor pode entender de outra maneira diferente do autor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *