Vale a pena investir em blogs literários?

Vamos falar sobre um assunto um tanto polêmico: blogs literários.

Muitos autores são totalmente contra enviarem exemplares gratuitos para blogueiros. Em contrapartida, vários blogueiros são contra resenharem livros sem ganharem pagamento por isso. O mais comum é os blogueiros receberem o livro como cortesia e resenharem a obra em suas páginas num período pré-determinado. Essa é uma briga que esquenta ânimos e gera muitas discussões. Mas não podemos negar que blogueiros literários são uma ferramenta muito importante para aqueles escritores que fazem seu próprio marketing – e mesmo para editoras.

Quando um blogueiro resenha um livro, seus leitores são influenciados por ele, principalmente se o comentário foi positivo. Claro que estou falando do caso de ser um blogueiro respeitado, com opiniões fundamentadas e leitores que confiam nele. Quando há essa relação honesta de troca entre o autor do blog e seus seguidores, as chances de que comprem a obra resenhada é muito alta.

Por isso sou a favor de que o autor converse com alguns blogueiros literários para que eles resenhem sua obra, porque os resultados chegam. Claro que não é para sair distribuindo livros para todo mundo, sem pelo menos uma curadoria dos blogs em questão. Há muitas páginas e sites que estão apenas atrás de livros grátis, com conteúdo ruim, poucos leitores/seguidores e resenhas mal escritas, mas há muitos com trabalhos sérios que podem te ajudar. É preciso procurar por eles e conversar com os seus administradores para saber de qual forma eles trabalham esse tipo de parceria. E muito importante: Procure blogs que falem do seu gênero, busque sempre o seu nicho de mercado para alcançar números melhores.

Conversando sobre esse assunto com uma amiga escritora há algumas semanas, ela disse que a diferença de vendas de suas obras entre livros resenhados por blogs e livros não resenhados era imensa. Ela disse que um dos seus títulos não foi enviado em parceria para blogueiros porque a editora que detinha os direitos não autorizou. Resultado: as vendas foram bem menores do que o esperado. Em compensação, meses depois ela fez uma publicação que permitiu a parceria e seu livro vendeu além do que ela imaginava, tendo esgotado a primeira edição rapidamente.

Como já disse várias vezes nessa coluna, para autores que não são extremamente conhecidos e considerados best sellers, uma das melhores propagandas que pode existir é o boca a boca. E quem melhor do que um blogueiro literário que já tem seguidores que confiam em sua opinião? Ele fala para os seus leitores, que em consequência falam para os seus amigos, que falam para os seus conhecidos e assim por diante.

This Post Has 4 Comments

  1. Sobre técnicas nas escrita, quero apenas dizer que ignoro todas elas e nem sei se existem e quais são. Meus livros sempre escrevo com o coração, com sentimentos e acredito que é isso que interessa em um livro, tanto que não gosto de leituras com técnicas elaboradas, fogem da realidade, a realidade para mim é a simplicidade, a descrição do fato, conforme a visão do autor.
    Escrevo o que me vem a mente, como se estivesse falando com uma pessoa muito querida.

    abraços

    João Leles Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *