5 dicas para escritores usarem e-mail marketing

//5 dicas para escritores usarem e-mail marketing

Imagem de Muhammad Ribkhan por Pixabay

 

Muita gente odeia os e-mails marketing, mas você já parou para pensar que se usado com sabedoria pode ser uma excelente estratégia para escritores alcançarem mais público e fazer divulgação das suas obras?

 

Mas como utilizar esse recurso da melhor forma possível?

 

5 dicas para escritores usarem e-mail marketing

 

1- Envie apenas para quem voluntariamente deu o endereço de e-mail para você

 

Não tem nada mais chato do que receber e-mail de listas que você não se inscreveu, então não faça o mesmo com os seus leitores ou leitores em potencial. Isso pode até mesmo afastar as pessoas, fazer com que parem de te seguir em redes sociais ou coloquem seu endereço na lista de spam.

 

2- Para conseguir leads, ofereça algo em troca

 

Leads são contato de pessoas que se mostraram interessadas no seu trabalho/produto e voluntariamente ofereceram seu e-mail. Para conseguir leads, ofereça algo em troca, como um e-book, um conto, um brinde do seu livro ou o que mais pensar que pode chamar a atenção das pessoas a ponto de quererem se inscrever na sua lista. Para isso, uma das melhores estratégias é criar uma landing page.

 

3- Crie relacionamento antes de tentar vender

 

Um dos maiores trunfos do e-mail marketing é conseguir criar um relacionamento com os inscritos na sua lista. O escritor não precisa ser formal nos seus textos, pode mandar mensagens como conversa entre amigos, como uma forma de o leitor te conhecer melhor, conhecer seu processo de escrita e conhecer suas obras. Não envie e-mails só vendendo livros, porque essa estratégia agressiva afasta as pessoas.

 

4- Mande e-mail com frequência. Mas nem tanto

 

É preciso encontrar um equilíbrio: nem mandar e-mail demais e nem de menos. Muitas mensagens deixam o receptor sem paciência, correndo o risco de que ele queira parar de receber seus textos, e poucas pode fazer com que ele te “esqueça”. Então, pesquise e veja qual o melhor intervalo para enviar e-mails para o seu público. Geralmente uma vez por semana ou a cada quinze dias é o mais indicado.

 

5- Crie conteúdo

 

Tenha o que falar no e-mail. Claro que você quer falar do seu livro e vende-lo, mas não se atenha a isso. Fale sobre mercado editorial, dê dicas de escrita e de leitura, indique livros e outros autores (melhor ainda se forem nacionais), conte curiosidades sobre literatura, comente novidades no setor, entreviste escritores, fale curiosidades sobre a sua obra e muito mais. Seja criativo e pense fora da caixinha. Dessa forma você vai manter o receptor do e-mail sempre interessado no que você tem para falar.

 

Dica bônus:

 

  • Se você pode investir nisso, contrate serviço de envio em massa de e-mails. Eles vão facilitar sua vida! Te ajudam a criar listas diferenciadas entre os leads, a enviar grande quantidade sem cair em spam, a programar envios, a criar design diferenciado para os textos e oferecem relatórios sobre as campanhas feitas, assim você consegue medir quantas pessoas abriram o e-mail, quantas clicaram em links dentro da mensagem e mais. Algumas empresas que oferecem o serviço: MailChimp, Active Campaign e GetResponse.

 

Por isso lembre-se: O e-mail marketing pode ser um aliado, desde que usado com prudência.

 

Por Teca Machado

 

By |2021-07-20T17:06:20-03:0020 de julho de 2021|

Deixar Um Comentário