Case de Sucesso: Lúcia Costa de Paula Antunes

//Case de Sucesso: Lúcia Costa de Paula Antunes

“Minha paixão por bibliotecas está comigo desde que me conheço como gente. Começou num buraco debaixo da escada da minha casa de dois andares, onde minha mãe guardava muitos livros. Ali tinha Olavo Bilac, Poesias Infantis, 1929, Monteiro Lobato ainda no Português antigo, a Bíblia, Histórias infantis variadas, O Homem que Calculava de Malba Tahan, estorias da Carochinha e muitas outras obras. Havia também livros escolares dos meus irmãos mais velhos, que para mim eram novidade. Eu adorava ler e estar em meio àquele monte de livros era enorme prazer”, conta Vera Lúcia Costa de Paula Antunes, escritora com livro pulicado pela Editora Albatroz.

E desse amor pela literatura nasceu A História da Minhoca Caraminhocando Lá no Fundo, um livro de fábulas. “E como tal tem como personagens animais que falam, sentem e sofrem como os humanos”, explica a autora. O enredo gira em torno de Kil, uma minhoca que sofre de uma tristeza muito profunda por achar que a sua função no mundo – afofar a terra para ajudar às roseiras tão lindas e perfumadas – é muito insignificante. E, além disso, tem a mania de se comparar com os outros animais, desvalorizando-se como resultado. Mas ao cair num buraco fundo repensou a sua vida. Com isso e com a ajuda de todos os amigos: Minhoco, Lagarta, Macaco, Borboleta, Abelha, cada um do seu jeito particular, Kil passa por uma metamorfose no seu pensamento. “A história é infantil, mas muitos adolescentes e adultos têm apreciado. Todos os personagens levam a reflexões”, destaca.

Segundo Vera Lúcia, esse é o primeiro de uma série de cinco livros que ela escreveu em 2018. “Eu moro em Niterói, mas na época exercia uma atividade em Copacabana de manhã bem cedo. Para me distrair na viagem de ônibus, ia e vinha escrevendo”. A História da Minhoca e os outros volumes surgiram nesses momentos durante nove meses. Todos são parte da História da Minhoca, mas poderão ser lidos separadamente. “Não planejo o que escrevo. A escrita vai-se dando e eu entendo que aquela parte da história acabou. Depois releio e edito”, explica. A autora ainda conta que essa foi a primeira vez resolveu publicar algo, apesar de escrever desde pequena.

Ao pensar em publicar, Vera Lúcia procurou na internet o sobre assunto e se inteirou de concursos, autopublicação e publicação independente. “E foi assim que achei o canal no YouTube da Editora Albatroz. Gostei do que ouvia, sempre coisas interessantes que me auxiliavam a conhecer algo que era totalmente desconhecido para mim”, conta. Todos os dias consultava editoras e toda semana via um programa novo da Albatroz. “Namorou” com Albatroz, mesmo enquanto conhecia outras. Mas sempre voltava para ela. Comprou livros de várias editoras para observar a qualidade do papel, da impressão, da revisão da entrega e tudo mais. “Não entendia de publicação, mas de qualidade de livro acho que tinha um bom conhecimento e a Albatroz saiu ganhando”, recorda. E quando entregou o manuscrito, sentiu-se como uma mãe que vai levar o filho no primeiro dia à creche. “Gostei muito do atendimento e de todo o processo de tratamento dispensado à minha ‘criança’. Minha alegria se completou quando recebi o livro pronto. As ilustrações que eram em preto e branco e pequenas – criação de minha neta ilustradora Gabriela Benevento – ficaram grandes e coloridas”, finaliza.

Você pode conhecer A História da Minhoca Caraminhocando Lá no Fundo e muitas outras publicações da Editora Albatroz no nosso site.

Por Teca Machado

By |2020-01-27T17:27:09-03:0027 de janeiro de 2020|

Deixar Um Comentário