Case de Sucesso: Simone Botelho

///Case de Sucesso: Simone Botelho

É difícil encontrar uma menina que nunca tenha tido o sonho de ser princesa. E não importa o país, a raça e nem mesmo a idade. A verdade é que os contos de fadas fazem parte do imaginário do mundo todo. Mas na literatura e mesmo nos cinemas e outros meios há pouca representatividade quando falamos dessas garotas. E foi pensando nisso e tendo em mente a própria experiência ao crescer que Simone Botelho escreveu o livro Aqui No Morro, Tem Princesa Sim, publicado pela Editora Albatroz.

Capa de Aqui no Morro, Tem Princesa Sim, de Simone Botelho

“Quando criança sempre gostei de contos de fadas, mas na época nunca li algo que me representasse: uma menina negra cheia de sonhos. E na literatura que tive contato não colocavam o povo negro como protagonista, tampouco encontrava-se obras de autores negros”, conta. Simone, que além de escritora é professora, dá aula há cerca de 10 anos e tem dificuldade em encontrar material diverso para apresentar aos seus alunos. Assim, decidiu que era o momento de tirar do papel a ideia de Aqui No Morro, Tem Princesa Sim.

No livro conhecemos Alika, uma menina negra e periférica de 10 anos que sonha sem princesa. Só que uma princesa de verdade! Felizmente, no mundo da cultura popular isso é possível no carnaval. Mas para alcançar seu reinado, a protagonista terá que superar seus medos e ter fé. Segundo Simone, a história tem todo encantamento de um conto de fadas, com direito a fada madrinha e uma pitada de magia.

Sobre a autora

Esse é o primeiro livro de Simone Botelho, mas em 2021 pretende lançar outros, que inclusive já estão em fase final de escrita, também focados em público infantil e infanto-juvenil. Ela escreve para essa faixa etária porque sempre esteve muito próxima dela, como professora da rede pública de São Paulo e a frente de um projeto de samba com crianças.

E por falar em samba, o livro não poderia ter outro tema. Ele é uma paixão da escritora, pois criada nesse universo que valoriza a cultura popular foi passista e destaque de Escolas de Samba em São Paulo, trabalha em grupos de dança com o foco no gênero e fez parte de um projeto como apresentadora de um programa sobre grupos de samba. Entre essas atividades, Simone também escreve uma coluna para o Jornal Empoderado e trabalha sua obra por meio de palestras ou de bate papos com profissionais da educação ou empresas que trabalhem a diversidade e a educação antirracista.

Simone acredita que houve um aumento de livros que tragam representatividade. Mas essa é uma caminhada ainda longa. “Como somos diversos, há muitos temas que podem e devem ser abordados na literatura infantil”, comenta.

Para conhecer mais sobre Aqui No Morro, Tem Princesa Sim e Simone é só acessa seu perfil no instagram: @aquinomorrotemprincesasim. E para adquirir o livro e outros da Editora Albatroz e seus selos Albatrozinho e Saramago é só acessar esse link.

E não se esqueça: Lá no alto do morro mora uma bela princesinha.

Por Teca Machado

By |2020-10-19T17:08:21-03:0019 de outubro de 2020|

Deixar Um Comentário