Dicas de Neil Patel para escrever melhor em menos de 30 dias – Parte 1

//Dicas de Neil Patel para escrever melhor em menos de 30 dias – Parte 1
Image by StartupStockPhotos from Pixabay

Uma boa maneira de melhorar em qualquer área de atuação é aprender com aqueles que têm mais experiência e mais conhecimento do que você. E por isso é bom procurar especialistas do setor onde você trabalha/quer aprender mais. E no nosso caso o Neil Patel é alguém a se conhecer.

O profissional é co-fundador da NP Digital, já foi considerado pela Forbes um dos 10 melhores profissionais de marketing do mundo e é autor best-seller do New York Times.

Ele fez uma lista com 14 pequenas dicas que vão ensinar a escrever melhor em menos de 30 dias. Dividimos aqui em 2 posts para trazer para vocês todas elas.

1- Adote um livro de cabeceira

Segundo Patel, cultivar o hábito da leitura diariamente é um excelente começo. 

“Quanto mais lemos, mais temos repertório sobre construções textuais e mais próximo é o nosso contato com a linguagem e a gramática. E não há maneira melhor de cultivar esse hábito do que ter um livro de cabeceira. Isso significa ter um livro que será o seu companheiro da vez”, afirma. Segundo ele, ler pelo menos três páginas por dia já ajuda a desenvolver o hábito e ganhar outras referências sobre palavras, tipos de frases, analogias e metáforas.

2- Anote ideias, o tempo todo

“Quando você anota suas ideias, você automaticamente foca toda sua atenção nelas. Poucos podem escrever um pensamento e pensar em outro ao mesmo tempo. Além do mais, um papel e caneta são ótimas ferramentas de concentração” – Michael Leboeuf.

Patel diz que só há um único jeito de conseguir escrever melhor, que é começar a escrever, anotando ideias assim que você as tiver, seja no num caderno, no bloco de notas do celular ou mesmo em aplicativos como o Evernote. Você precisa de uma maneira de anotá-las quando chegarem, pois elas vêm até nós o tempo todo, não importa onde estivermos. O escritor e empresário James Altucher recomenda que você anote 10 ideias por dia.

De acordo com um estudo de pesquisa acadêmica, nós geralmente lembramos o que escrevemos. Se você esquecer de anotar, seu cérebro pode não lembrar quando você mais precisar.

3- Pense no leitor (e peça feedback)

Apesar de muita gente não gostar deles, a verdade é que feedbacks ajudam a escrever melhor.

Sempre tenha em mente que você está escrevendo para alguém em busca de informação clara, objetiva e relevante, não apenas para você mesmo.

Faça as seguintes perguntas:

  • Todas as informações estão claras?
  • Está faltando alguma informação importante?
  • Dá para entender a mensagem que quero transmitir?
  • A leitura flui bem?

Depois disso, peça feedback para outras pessoas, sejam elas especialistas em literatura ou não.  “Um olhar de fora sempre é bem-vindo para melhorar o seu trabalho, pois ajuda a enxergar coisas que você possa não ter percebido”.

E depois de escrever, é importante reler uma, duas ou até três vezes o seu texto.

4- Desabilite o corretor ortográfico

Apesar do que a gente acha, Patel afirma que o corretor ortográfico nem sempre é a melhor opção para quem quer melhorar a escrita, principalmente pelo fato que nós viramos dependentes dele.

Na hora da dúvida o segredo é pesquisar em dicionários on line e outras fontes, como o site da Academia Brasileira de Letras, onde você pode buscar vocabulário.

“Acredite: ele vai levar ao aprendizado, e logo você terá mais segurança para escrever.”

5- Investigue o que você (ainda) não sabe

É comum surgir dúvidas enquanto você escreve e quando isso acontece você pode ou trocar a palavra/frase ou pesquisar qual é a maneira correta. “E eu recomendo que você opte pela segunda opção, pois se trata de uma chance de aprender”, afirma Patel.

Em longo prazo, você terá mais conhecimento e versatilidade para escrever seus textos com segurança.

6- Escreva como se o seu leitor estivesse morrendo de vontade de fazer xixi

Essa é uma técnica bem conhecida no meio. Como atenção do leitor é algo cada vez mais escasso por causa de diversos fatores (celulares, televisão e outros estímulos) ele não quer gastar o seu tempo com um texto ou livro enrolado e sem qualidade.

Então, você não deve considerar que o leitor vai explorar o seu texto da primeira à última frase, ele pode fazer algo como uma leitura dinâmica. Assim, é preciso escrever para uma pessoa que está morrendo de vontade de fazer xixi.

Isso significa que você tem cerca de três segundos para convencer o leitor a ficar no texto. Caso contrário, ele vai largá-lo para ir ao banheiro – ou fazer qualquer outra coisa. Por isso o objetivo é fisgá-lo logo nas primeiras linhas.

7- Evite o “Gerundismo”

Escrevendo

Fazendo

Lendo

Conhecendo

Pensando

Esse tipo de estrutura verbal deve ser evitado, já que deixa o texto travado e cansativo, além de transmitir ambiguidade.

Uma estratégia melhor é adotar o verbo no infinitivo, que é a sua estrutura original. “Dessa forma, você vai direto ao ponto e não irrita o leitor.

***

Essa é a primeira parte do post com dicas de Neil Patel para escrever em menos de 30 dias. Fique de olho que na próxima semanas traremos mais!

Por Teca Machado

By |2021-01-18T17:44:09-03:0018 de janeiro de 2021|

Deixar Um Comentário