Diferença entre leitura crítica e leitura sensível

//Diferença entre leitura crítica e leitura sensível

Imagem de Pexels por Pixabay

 

Você sabe a diferença entre a leitura crítica e a leitura sensível?

 

Ambos são importantes para a publicação de um livro, mas não tanto quanto a revisão ortográfica e a edição, mas se o autor puder investir nesse serviço vai aumentar exponencialmente a qualidade da sua obra.

 

Abaixo explicamos o que é cada uma delas:

 

Leitura crítica

 

Ela é feita por um profissional do meio editorial.  Além de domínio na língua portuguesa, é interessante que conheça bem o gênero do livro a ser lido criticamente.

 

Ele realiza uma espécie de diagnóstico no texto, apontando pontos que se alterados deixarão a história melhor, como:

 

  • Sequências desnecessárias, que podem dar a impressão de que o autor está “enchendo linguiça” para o livro ficar maior.
  • Trechos confusos.
  • Falhas cronológicas.
  • Incoerência em construção de personagens (quando a personalidade passa por alterações na obra sem ele ter passado por uma evolução).
  • Segmentos superficiais, que poderiam sem aprofundados e trazer maior riqueza literária para o enredo).
  • Ritmo da leitura (Muito acelerado? Muito lento?)
  • Outras observações gerais que surgirem à medida que a leitura for feita.

 

Ele não vai simplesmente dizer “gostei” ou “não gostei”, a sua análise é muito mais profunda e serve para explorar os pontos positivos e diminuir os negativos.

 

Leitura sensível

 

Já a leitura sensível (ou de sensibilidade) é algo que vem ganhando espaço nos últimos anos.

 

Como o nome sugere, analisa pontos sensíveis de uma obra, como linguagem e a representação de minorias. Ela se mostra extremamente necessária em obras de ficção escritas por autores que não estão inclusos nesses grupos sociais, como quando o autor é hétero e escreve um personagem homossexual, é branco e escreve sobre um protagonista negro e suas vivências e outros.

 

Esse tipo de exame no texto é responsável por procurar incoerências nos discursos, uso de palavras e termos que reforçam estereótipos ou ofensivas, discurso de ódio e preconceitos linguísticos, tudo isso para que a representatividade fique cada vez mais forte em livros e tenha sempre coerência e empatia. Muitas vezes o autor escreve algo por ignorância no assunto, então o leitor sensível aponta como fazer da maneira correta.

 

***

 

Tanto no caso da leitura crítica quanto na leitura sensível não é um trabalho de edição. O profissional contratado indica sugestões, caminhos e alternativas para melhorar a obra. Cabe ao autor aceitar ou não.

 

A Editora Albatroz oferece esse serviço e muitos outros pautados no meio editorial aos seus autores. Entre em contato para fazer um orçamento.

 

Por Teca Machado

By |2021-06-21T22:57:09-03:0021 de junho de 2021|

Deixar Um Comentário