E-book: Vale a pena investir?

//E-book: Vale a pena investir?

Image by Free-Photos from Pixabay

Se você tem alguma dúvida de que os e-books estão ganhando cada vez mais espaço, dados mostram que os livros digitais apresentam um crescimento acelerado nos últimos anos. Uma pesquisa da Nielsen Global Media em parceria com a Câmara Brasileira do Livro e com o Sindicato Nacional dos Editores de Livros mostra que o mercado editorial aumentou 115% o seu faturamento de conteúdo digital entre os anos 2016 e 2019. Desse conteúdo, 99% é de e-books e 1% de audiolivros. Os resultados foram divulgados em agosto do ano passado.

A pesquisa afirma que os e-books representam 4% do mercado editorial brasileiro e em editoras com faturamento acima de R$ 10 milhões eles são 7% da receita. O acervo das obras durante os 3 anos da pesquisa cresceu 37% e conta com 71 mil títulos, sendo 8,9 mil lançados apenas em 2019.

Segundo dados divulgados pela Bookwire Brasil, empresa focada em livros digitais, as vendas de e-books chegaram a duplicar no período da quarentena, além disso, aconteceu o lançamento de muito mais obras do que em períodos pré-pandemia. A título de comparação, nos 49 primeiros dias de isolamento a Bookwire distribuiu 9,5 milhões de unidades de livros digitais, o que significa quase 80% de tudo o que foi distribuído em 2019, até então o melhor ano para a Bookwire.

Autores independentes

Por ser mais barato do que a impressão do livro físico, muitos autores independentes apostam apenas no e-book e, às vezes, em poucas unidades do impresso apenas para poder guardar.  Essa é uma boa maneira de publicar a obra sem o grande custo de uma gráfica, que geralmente é o que mais pesa no bolso do autor.

Algumas plataformas disponibilizam gratuitamente para o autor colocar sua obra para vender lá, cobrando apenas comissão da venda. A Amazon é um dos maiores exemplos de empresa que trabalham nessa modalidade e tem e-books de escritores do mundo inteiro.

Centenas de autores utilizam dessa maneira de publicação e há muitos casos de sucesso. A brasileira FML Pepper é um exemplo. Lançou a trilogia Não Pare no formato digital e se tornou uma sucesso no mercado editorial, tanto que anos depois assinou com editoras tradicionais que imprimiram a versão física dessas e de outras obras da escritora.

Então é possível dizer que vale a pena investir na produção de e-books. Há crescimento no mercado, os leitores cada vez mais utilizam – e gostam – de-readers e é uma maneira barata e prática de colocar o seu livro no mundo.

A Editora Albatroz fornece esse tipo de serviço para os seus autores, além da impressão de exemplares físicos, leitura crítica, copidesque e muito mais. Entre em contato conosco aqui para solicitar mais informações e orçamentos.

Por Teca Machado

By |2021-03-23T17:39:14-03:0022 de março de 2021|

Deixar Um Comentário