Conheço muitas pessoas que têm vontade de escrever um livro. Algumas conversaram comigo há meses, mas continuam protelando o projeto por falta de tempo, insegurança, ou “enrolação” mesmo. Costumo dizer que o difícil é começar. Há pessoas que sonham, sonham, mas não dão o primeiro passo para ver a coisa acontecer.

Se você tem vontade de escrever um livro, mas ainda está nesse estágio, chegou a hora de arregaçar as mangas e colocar a mão na massa – ou melhor, no teclado!

Escrever um livro, como tudo na vida, exige esforço e dedicação. É claro que a inspiração é importante, mas esta é só uma parte do trabalho. Por isso, se você não sabe por onde começar, veja as dicas a seguir e aproveite essa época de renovação (o ano-novo está aí!) para dar início ao tão sonhado projeto de escrever um livro:

Inspire-se

Escrever é uma arte, e todo artista tem de buscar suas próprias referências. Por isso, vá ao encontro das suas: leia, estude, pesquise, viaje, vá a exposições, converse com as pessoas. Observe ao seu redor. Todo mundo tem uma boa história para contar. Ouça a histórias dos outros… Ou conte a sua. Vivencie. Inspire-se. Esta é a melhor forma de reunir a matéria-prima para o seu livro.

Estruture o projeto

Que tipo de livro você quer escrever? Ficção? Biografia? Livros de inspiração (autoajuda, religioso), de referência? Independentemente do tema, monte a estrutura do livro no papel! Capítulos, temas a serem abordados, fontes de pesquisa. No caso de ficção, faça um enredo e descreva os personagens antes de começar a narrativa da história.

Contextualize no tempo e no espaço

Contexto é tudo. Em que época o seu romance vai se passar? Qual será o pano de fundo da história? Os melhores livros que já li foram aqueles que conseguiram me transportar para a realidade em que se passavam. Mesmo livros de fantasia devem ser bem contextualizados, a fim de que a história não fiquei solta no ar.

Escreva um pouco a cada dia

Geralmente, o autor já imagina seu livro pronto à venda nas livrarias. Isso é ótimo como objetivo final, mas pode paralisá-lo se você não viver um dia de cada vez. Não adianta pensar no livro como produto, sem antes pensar nele, linha a linha.  Imagine e construa as cenas. Escreva os diálogos, determine as sequências dos acontecimentos. É possível que você escreva pedaços soltos para depois juntar, ou faça tudo na ordem, não importa. O importante é, todos os dias, dar um pouco de vida ao seu livro.

Organize-se, mas não se pressione

Defina um horário e uma meta mensal. Isso vai ajudá-lo a manter um certo ritmo e alcançar seu objetivo. Por outro lado, não deixe que a escrita se torne um peso. Trabalhe o seu interior para lidar com os “brancos” em dias ruins e não desanime. Quando você menos perceber, sua inspiração virá!

Keep going and write (Siga em frente e escreva!)

O grande desafio de um escritor é a persistência. Se você sonha em escrever um livro, não desista. Sente-se em frente ao computador (como eu estou agora) e continue, keep going. Nada vai acontecer se sua grande ideia não for para o papel, num primeiro estágio, ou para a tela do computador. Depois, fale com a gente. Se você vencer o maior desafio que é escrever, garanto que o restante será bem mais fácil!