Escritores famosos que tiveram dificuldades em ser publicados – Blog

//Escritores famosos que tiveram dificuldades em ser publicados – Blog

j.k. rowling harry potter escritores famosos autores livro publicação

É, eu sei. De vez em quando a carreira de escritor parece sem esperanças. Você trabalha arduamente, escreve, revisa, edita, procura alguém para publicar, depois procura leitores e tudo isso é complicado. É um trabalho longo fazer o nome no meio editorial. Mas o segredo é não desistir.

Por exemplo, você acha que todos os autores que hoje são considerados best-sellers já começaram grandes? Claro que não. Para você ter ideia, a maioria demorou anos até alguém decidir publica-los, ouviu muitos nãos no meio do caminho e batalhou muito para chegar lá.

Para te inspirar a não desistir, veja alguns autores que tiveram uma longa jornada:

  • J.K. Rowling

Essa é uma das escritoras mais famosas do mundo e seu currículo de rejeição já foi bastante divulgado. Mas a autora de Harry Potter teve o manuscrito do primeiro livro recusado não uma ou duas vezes, e sim 12 vezes! Até que uma editora resolveu dar a chance e virou um fenômeno rapidamente no mundo inteiro, com série de livros, filmes, brinquedos, roupas, peça de teatro e até mesmo parques temáticos.

  • Robert Galbraith

Para quem conhece um pouco sobre J. K. Rowling sabe que esse é o seu pseudônimo na série The Cormoran Strike Mysteries. A autora quis permanecer anônima durante um tempo para ver a recepção do seu novo livro sem o peso do nome Rowling por trás, mas o mistério permaneceu por apenas três meses. De qualquer modo, o estreante Galbraith também foi rejeitado várias vezes, inclusive Rowling mostrou as cartas de recusa que recebeu, algumas dizendo até mesmo que para melhorar seria preciso fazer um curso de escrita!

  • John Green

O autor de A Culpa é das Estrelas também demorou a estourar no mundo editoral. Seu livro mais conhecido foi o sexto que escreveu, e o que enfim o lançou no mercado editorial internacional. Foram quase 10 anos da primeira publicação – Quem é Você, Alasca? – até A Culpa é das Estrelas. Depois que sua obra vendeu bastante, as editoras correram atrás para conseguir os direitos dos livros anteriores.

  • Agatha Christie

A Rainha do Crime que, segundo o Guiness Book, é a romancista mais bem sucedida da história da literatura popular mundial, uma vez que suas obras venderam cerca de quatro bilhões de cópias ao longo dos séculos XX e XXI, foi rejeitada por seis editoras antes que uma a aceitasse. E, mesmo assim, quando seu primeiro livro foi publicado, vendeu apenas 2 mil cópias. Apenas seis anos e três romances depois Agatha começou a se tornar o fenômeno editorial que nos encanta quase 100 anos depois.

  • Stephen King

O mestre do terror teve um início difícil. Carrie foi seu primeiro livro, cujo esboço ele jogou no lixo por não gostar da história. Até que sua esposa tirou os papeis da lixeira e o mandou terminar. No entanto, 30 editoras recusaram seu original por acharem a história fraca e com tendência ao fracasso. Até que uma editora de médio porte aceitou a publicação, que não vendeu muito de início. Em seguida ele teve dificuldades de publicar um dos seus maiores sucessos, O Iluminado. Alguns anos depois King alcançou o sucesso que perdura até hoje.

 

Veja mais dicas no Facebook da Editora Albatroz: https://www.facebook.com/editoraalbatroz/
V
eja nossas obras já publicadas em: https://editoraalbatroz.com.br/nossas-publicacoes/

 

By |2019-01-19T18:32:06-03:006 de fevereiro de 2018|

2 Comments

  1. Berivaldo Silva 6 de fevereiro de 2018 em 17:58 - Responder

    Verdade, realmente é tudo verdade… Tenho lido outros casos semelhantes o que me conforma entender que ninguém anda sozinho no primeiro passo, precisa sim de uma mão para o equilíbrio e sequência de uma caminhada perfeita. Eles encontraram! Também vou caminhando a pouco mais de 15 anos, usando um olhar firme para todas as direções, sem desanimar no desejo de ver uma bandeira branca como sinal de que chegou a hora. O universo é grande mais hoje tudo é possível achar sem a necessidade de tanto caminhar… A esperança não morre quem morre são os que usam os seus atributos. Queridos, brincadeiras a parte; me lembro com carinho da forma educada como vocês me trataram em meu pedido de orçamento primeira vez, obrigado. O que gostaria de saber era para um volume de 360 páginas, o que recebi refere-se a 120 páginas. 360/pg. 71 fotos preto e branco e 55.075 palavras, tendo a repetição do título 21 vezes. Este é o ano do cinquentenário da obra em pauta. A organização que menciono neste trabalho é sucesso há 50 anos no Brasil e outros países e continua em acensão. Obrigado por mais essas informações.

    • Carlos Magno Soares 6 de fevereiro de 2018 em 18:34 - Responder

      Berivaldo
      Percebe-se emoção no que você escreve e creio que isso é o mais importante para qualquer obra de arte.
      Peço que continue a se esforçar. Melhore outras coisas importantes, porém em segundo plano como gramática.
      Lembre-se o mais importante você já tem.
      Sucesso pra você, Berivaldo!

Deixar Um Comentário