Faça parte de uma comunidade literária

//Faça parte de uma comunidade literária

Todo mundo sabe que o ato de escrever é um tanto solitário. Na verdade, quase todos os escritores se sentem melhores trabalhando sozinhos. Mas isso não significa que você deva viver uma vida solitária. Pelo contrário. Estar sempre próximo de uma comunidade literária faz bem.

Calma, não estou falando de uma pequena vila de escritores vivendo em harmonia que estão sempre juntos discutindo literatura, referências e suas obras (mas se esse lugar existir com certeza vou para lá!). O conceito abrange estar cercado de pessoas que vivem o mesmo que você. São outros escritores, editores, revisores, leitores vorazes, interessados em literatura, professores e outras pessoas que de alguma forma estejam conectadas com esse universo.  

Deixe de lado o conceito de competição entre autores e crie relacionamentos. Há espaço para todos e tudo ao mesmo tempo. Cerque-se de pessoas que podem fazer leituras críticas do seu trabalho, que deem dicas de como melhorar e faça o mesmo por elas. 

É sempre bom saber que não se está sozinho e que outras pessoas passam pelo mesmo que você. Pelas críticas ruins, pela falta de engajamento dos leitores, pelo temível bloqueio criativo, pela recusa de manuscritos. Mas também é excelente para compartilhar bons momentos, como uma resenha positiva, uma ação de marketing que deu certo, um contrato assinado, o esgotamento de uma tiragem. Além de todo o apoio editorial propriamente dito, existe suporte psicológico em grupos do tipo.

É importante ressaltar que numa comunidade literária sempre tem bons contatos. Os integrantes podem se ajudar a conseguir contratos de publicação, orçamentos em gráficas, o nome de editores e revisores, e-mail de jornalistas é, claro, fazer divulgação do trabalho uns dos outros.  

Sempre é bom conhecer gente e se fazer conhecido. Como já dissemos aqui no blog várias vezes: Quem não é visto, não é lembrado.  

É possível criar ou fazer parte de uma comunidade literária de várias maneiras. Você pode encontrar amigos que trabalhem com o mesmo que você e fazer reuniões informais, participar de grupos de escritores em Facebook ou outras redes, ser integrante de clubes de livros, se inscrever em seminários sobre o tema, fazer cursos profissionalizantes na área, ser presença constante em feiras, estar próximo ao sindicato dos escritores da sua região e muito mais.  

Grandes nomes da literatura e da poesia eram amigos e se cercavam de pessoas que os entendiam. Um dos casos mais clássicos é J. R. R. Tolkien e C. S. Lewis. Eles eram muito próximos e influenciaram profundamente a obra um do outro. Sylvia Plath e Anne Sexton, Ernest Hemingway e Gertrude Stein, Ezra Pound e T. S. Elliot, Oswald de Andrade e Mario de Andrade e muitos outros. Se essas lendas se rodearam de uma comunidade literária, por que não devemos fazer o mesmo?  

Por Teca Machado

By |2019-09-27T18:54:13-03:0027 de setembro de 2019|

Deixar Um Comentário