Formas de publicação de livros

//Formas de publicação de livros

Imagem de Hermann Traub por Pixabay

“Escrevi e quero publicar. E agora?”

 

Algumas décadas atrás o autor estava “preso” à basicamente uma única opção: ser aceito por uma editora que publicaria seu livro. Isso significava depender de outras pessoas e receber inúmeros “nãos” no meio do caminho. Mas com a internet colocar sua obra no mundo se tornou mais fácil (e ao mesmo tempo concorrido!).

 

Veja abaixo quais são as opções que um escritor tem hoje para publicação:

 

1- Editora tradicional

 

É aquela editora que ao aceitar seu livro é responsável por todo custo, produção e distribuição do livro e paga ao autor direitos autorais em relação às vendas, geralmente algo em torno de 10% do valor de capa. É o meio mais difícil de publicar hoje em dia, já que editoras geralmente investem em autores que têm certeza de que lhe darão retorno financeiro.

 

2- Editoras médias e pequenas em que o autor paga pelos livros

 

Nesse caso o autor paga por cada unidade do livro, mas conta com a expertise de uma editora em relação a toda produção e em alguns casos distribuição. Assim o escritor desembolsa uma quantia para ser publicado, mas não precisa se preocupar com questões mais burocráticas da publicação. Esse é o caso da Editora Albatroz e seus selos Albatrozinho e Saramago.

 

3- Publicação independente

 

O autor é responsável por toda parte de produção, de distribuição e de registro de direitos autorais, além da financeira. Isso não significa, necessariamente, que ele será o capista, o revisor, o editor etc. Ele pode fazer isso, mas é recomendado que contrate profissionais da área, para que a qualidade seja a maior possível. Nesse caso o autor pode fazer impressão de exemplares físicos em gráficas (quanto mais unidades, menor o valor por cada livro), impressão sob demanda (em gráficas ou sites especializado no serviço, como o PerSe, AgBook e outros) ou só e-book.

 

4- Plataformas de autopublicação

 

Muitos autores, principalmente iniciantes, optam por escrever e publicar apenas a versão digital em plataformas como Amazon KDP Select (que se estiver lá exclusivamente os royalties são de 70%), Kobo Writing Life, Saraiva Publique-se, Wattpad (rede social para distribuição gratuita de histórias), Widbook e outros. Elas trazem facilidade e agilidade e são ótimas para quem ainda não conhece muito a fundo o mercado editorial.

 

Mas um recado importante:

 

Não importa qual meio de publicação o autor escolher, ele deve sempre fazer marketing do livro, ser o maior entusiasta da obra, falar dela, divulgar e se tornar conhecido. Até mesmo no caso das editoras tradicionais, que fazem marketing do livro, o escritor deve ser o primeiro a espalhar a notícia que a história chegou ao mundo.

 

Por Teca Machado

By |2021-10-07T17:39:52-03:007 de outubro de 2021|

Deixar Um Comentário