Graffitis literários

//Graffitis literários

“A literatura não permite caminhar, mas permite respirar”, Roland Barthes.

Literatura permeia a nossa vida. Mesmo quando não nos livros, ela está por perto. Seja nas adaptações para o cinema e para o teatro, seja em músicas, em quadros e em muitos outros aspectos. E há ao redor do mundo graffitis literários belíssimos, perfeitos para quem aprecia uma boa história em qualquer lugar.

E, assim como disse Roland Barthes, encontrar imagens tão lindas na rua nos permite respirar. Elas transformam os ambientes das grandes cidades em arte.

Vem ver alguns graffitis literários lindíssimos:

A metamorfose, Franz Kafka – Bucareste

Charles Dickens – Londres

Fernando Pessoa – Lisboa

Goethe – Frankfurt

Mural de vários autores – Boston

A redoma de vidro – Sylvia Plath

Antônio Machado – Jáen, Espanha

Machado de Assis – Rio de Janeiro

Alice no país das maravilhas, Lewis Carrol – Londres

Samuel Beckett – Londres

Fonte: Homo Literatus

Por Teca Machado

By |2019-08-02T15:47:38-03:002 de agosto de 2019|

Deixar Um Comentário