Livro Curtas e Boas

Livro Curtas e Boas2019-08-26T11:28:21-03:00

Project Description

Sinopse

“Curtas e Boas”, é um conjunto de contos de agradável leitura que nos revela muito da alma humana, das relações interpessoais e do comportamento das pessoas em função dos acontecimentos com que se deparam cotidianamente. Os contos, além de eivados de curiosas situações, provocam no leitor tanto uma reflexão sobre os fatos narrados como despertam o prazer do contato com textos bem escritos e histórias intrigantes, que, quase sempre, guardam para o final um componente a mais de impacto, emoção e mistério.

Segundo a prof.ª Janete dos Santos Bessa Neves, mestre e doutora em Letras, Paulo Tavares Lemos utiliza a estratégia de escrever como se estivesse dialogando com seu leitor. Nesse sentido, vai contando histórias e tocando as emoções de quem lê seus contos. E o leitor vai se envolvendo cada vez mais nos enredos e, assim absorvido e ansioso, não consegue interromper a leitura até que o autor complete o que tem a dizer. E é exatamente assim que me senti quando li seus contos.

As histórias nos fazem passear por algumas cidades brasileiras e suas características marcantes, percebidas e descritas por alguém com sensibilidade crítica e com olhar romântico. Ou, ainda, por alguém, saudosista, conhecedor a fundo de lugares por onde passou ou em que residiu.

Suas observações minuciosas e adjetivadas com extremo carinho acerca das cidades citadas (Brasília, Rio e seus bairros, Belo Horizonte, São Lourenço – Sul de Minas – só para citar algumas) nos levam a viajar por elas sem necessitar de veículos. A sua narrativa vai conduzindo nossa imaginação para onde e como suas histórias se encenam.

As temáticas versam sobre o cotidiano das personagens que podem representar um familiar ou um amigo de qualquer pessoa. Tratam igualmente do dia a dia de famílias, de laços fortes de amizades, de infância e suas traquinagens, de questões psicológicas e de espiritualidade.

Suas personagens instigantes nos são apresentadas com tantos detalhes que, no decorrer da leitura, vão se tornando pessoas com quem já temos certa intimidade. Apesar de Paulo Tavares Lemos alertar para o caráter ficcional das personagens, muitas vezes elas se assemelham a pessoas que conhecemos ou com quem eventualmente já estivemos próximos, tal a sua facilidade em descrever com extraordinário realismo o caráter, os desejos e as características físicas dos atores de suas histórias.

Sobre o autor

Paulo Tavares Lemos, antes de exercer, no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, os cargos de Defensor Público, Promotor de Justiça e Procurador de Justiça, foi professor de Língua Portuguesa, no Rio de Janeiro, destacando-se por seu rigor, sua competência e seu perfeccionismo profissional. Estreou, recentemente, no mundo literário, com “FLASHES DE UMA VIDA”, obra autobiográfica também produzida por esta Editora.

Cidadão Honorário de Brasília desde trinta de agosto de 2002, esse Bacharel em Letras e em Direito nasceu na Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, enquanto esta era sede da Capital Federal, em agosto de 1941, indo para Brasília em janeiro de 1980, tendo ingressado no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDF T) mediante prévia aprovação em concurso público de provas e títulos (7º concurso do MPDF T), em dez de fevereiro de 1981.

Paulo Tavares Lemos aposentou-se, após percorrer todos os degraus da carreira (defensor público, promotor substituto, promotor de justiça e procura – dor de justiça), tendo exercido relevantes funções na instituição, tais como membro do Conselho Superior, membro da Câmara de Coordenação e Revisão Criminal e membro de sete Bancas Examinadoras. Foi o primeiro Promotor de Justiça junto à Auditoria Militar da Justiça do Distrito Federal e o primeiro Ouvidor-geral do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Integrou, em sua primeira constituição, a partir de seis de julho de 1987 (como representante do MPDF T), o Conselho de Entorpecentes do DF. No DF, foi distinguido com a Medalha Alferes Joaquim José da Silva Xavier, em 1992; com a Ordem do Mérito de Brasília (no Grau de Oficial), em 1993; com o Colar do Mérito do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, em 2000; e com a Ordem do Mérito Judiciário (no Grau de Comenda – dor do Quadro Especial), em 2005.

Antes de se transferir para Brasília, o autor exerceu o magistério no Rio de Janeiro, em vários colégios, cursos preparatórios e cursos superiores, tais como Colégio Fernando Costa, Escola Normal Professor Loris Melecchi, Colégio Fish, Colégio Ana Bral, Colégio Ricardense e Instituto Congregacional de Nilópolis; Curso Bion, Curso Freitas Júnior e Curso Dois Irmãos; Faculdade de Filosofia de Campo Grande (Curso de Letras), Faculdades Integradas Simonsen e Centro Universitário Moacyr Bastos. Ao chegar em Brasília, exerceu o emprego técnico de Especialista em Educação II, na Secretaria de Educação Física e Desportos do então Ministério da Educação e Cultura, desempenhando função de assessoramento superior, tendo presidido e coordenado estes eventos: Campeonatos Escolares Brasileiros – CEBs (presidente da Comissão Central Organizadora para as modalidades desportivas realizadas em BH – julho de 1980); Encontro Nacional de Cronistas Desportivos (Coordenador Administrativo – agosto de 1980, Brasília); Seminário sobre Atividades Físicas na Idade Madura (Coordenador Administrativo – maio de 1980, Araxá, MG). Foi, ainda, Presidente da Comissão Regional de Des – portos do Distrito Federal – CORD/DF, por designação do Presidente do Conselho Nacional dos Desportos – CND, de 1982 a 1986; Membro da Comissão de Programação dos Testes da Loteria Esportiva Federal, de 1981 a 1985; e Membro da Comissão de Justiça Desportiva da Federação Metropolitana de Futebol, em 1981.

Deixar Um Comentário